terça-feira, 18 de junho de 2013

A Sinédoque do Monstrengo

Por Máximo




Rio, São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, Fortaleza: a despeito das contradições, como não interpretar o que ocorre senão um movimento, embora difuso, de afirmação de cidadania, processo de construção lento, silencioso, não espetacular? Não pedimos autorização pra dizer, criticar, rejeitar. Como a sinédoque do monstrengo, sempre prendendo-se à parte, poderia ver outra coisa senão "desrespeito à ordem"? Confusa e acuada, esse resto de anacronismo não sabe sequer mais ser tão reacionária. Certamente, esconder-se-á atrás do ufanismo eletrônico do "pra frente brasil". Isso só evidenciará o contraste da sinédoque do monstrengo.

O que presenciei ontem foi visto pelos olhos de um jovem da esperança das "Diretas Já", há quase 30 anos.


SRN

Nenhum comentário:

Postar um comentário